mbleonardo

Membros
  • Content Count

    688
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutro

About mbleonardo

Contatos

  • Website URL
    http://

Perfil

  • Location
    S.C. Sul - SP
  1. mbleonardo

    Quebrar String

    $string = "Chocolate com Leite"; if(strlen($string) >= 15) { $string = substr($string, 0, 15) . '...'; } echo $string;
  2. ahh só uma observação pra sua query: SELECT * FROM espera [red]ORDER by id ASC[/red] Se o id for AUTO_INCREMENT, essa parte da sua query é desnecessária e diminui um pouquinho a performance da sua query. Os últimos ids (os maiores) sempre vão estar no final da tabela e conseqüentemente sempre serão retornados em ordem crescente. Use só assim: SELECT * FROM espera
  3. Eles bloqueiam fopen()??? Isso é ridículo cara! Muda de servidor correndo!! Se o problema é de permissão, você resolve alterando o CHMOD pelo FTP. Até no IEca da pra fazer isso... Abraço
  4. Acho que a melhor solução para seu caso é apagar os dados quando eles expirarem. Não tem como garantir que algo será executado se o usuário fechar a janela. Crie um campo DATETIME com a hora que os dados foram inseridos lá, e a cada visita na página você apaga os registros mais antigos, da mesma forma que é feito num sistemas de usuários online. $time = now(); $expirados = date('Y-m-d H:i:s', $time - (30*60)); //meia hora atrás DELETE FROM tabela WHERE criado <= '$date'
  5. $Valores = array(); //Se não inicializar não aceita $Valores[] = valor foreach ($Resultados as $Rd) { foreach ($Rd as $Rs){ while($Cada = mysql_fetch_row($Rs)){ $Valores[] = $Cada; // <<<<--- Ele vai gravar uma array!! } } }
  6. mbleonardo

    Php + Java Script

    Está faltando ASPAS em todas as tags e javascript é junto, não separado: if(strlen($fields[2]) >1200) print '<img src="mini_imagem.jpg" style="float:left">'.$titulo.$data.cortaTexto($descricao , 1200).' <a href="java script:abrir(<?php echo $fields[0]; ?>);">..Ver toda notícia</a>"; else print '<img src="mini_imagem.jpg" style="float:left">'.$titulo.$data.$descricao;
  7. O PHP é server-side, o que significa que não é possível realizar operações no HD do cliente e apenas do servidor. Imagine se isso pudesse ser feito, seria uma enorme brecha de segurança para os usuários. Você falou em sockets. Eu já consegui fazer uma conexão entre PHP e um programa em VB que usava Winsock. Talvez esse seja o melhor caminho para o que você quer fazer. O programa (em Delphi, no caso) abre uma conexão de socket com seu site e envia as informações sobre o HD do usuário, mas roteadores e coisas do tipo podem atrapalhar a comunicação e você deverá deixar bem explicado aos usuário porquê é necessário instalar esse programa, se não muitos acharão que é vírus (e na verdade não deixa de ser um Trojan) e qualquer firewall poderá bloquear o acesso.
  8. Sessões são melhores que cookies, porque são gravadas no servidor e suportam uma grande quantidade de dados (coisa que um cookie não suporte), mas de qualquer forma é preciso ter um cookie para fazer o "track". Não use banco de dados só para guardar os produtos do carrinho. Se alguém conseguir acesso ao arquivo de sessão do carrinho e não haver nenhuma informação sobre o cliente que está comprando, não deve ser um grande risco de segurança, mas você pode/deve usar criptografia para melhorar a segurança.
  9. Você pode usar o strpos para verificar se tem tal conteudo na variável: if(strpos($variavel, "t") === null){ echo "não tem a letra 'T'!"; } else{ echo "tem a letra 'T'!"; } Outras funções que podem ser uteis: strrpos() e strstr(). Verifique na documentação.
  10. Alguém tem um exemplo de como pegar as chaves definidas num objeto Dictionary, e como fazer um loop para relacionar as chaves e os valores (eu preciso dos dois) Por exemplo, em php eu faria assim: foreach($dic as $key => $value) onde $key guardaria a chave e $value o valor. Muito obrigado!
  11. Desde que o interpretador PHP esteja instalado instalado na máquina onde o script será rodado, obviamente funciona. Se você não tiver o PHP mas se o seu servidor tiver, sem problemas (a não ser que esteja alguma coisa configurada incorretamente ou a função esteja bloqueada)
  12. Bom, eu nunca ouvi falar sobre o Eclipse para o PHP Mas se o Eclipse já vier com o PHP e algum servidor web instalado daí você não precisa de mais nada, mas se não vier, você terá que providenciar.
  13. Primeira coisa... Formate esse post de forma legível se não eu nem vou ler. Isso aí parece mensagem de messenger e enuncios do tipo CONQUISTE LINDAS MULHERES!
  14. Você pode fazer um loop com todos os arquivos enviados assim: foreach($_FILES as $value){ /* os dados do arquivo atual estarão disponíveis assim: $value['name'] = nome do arquivo $value['type'] => tipo mime $value['tmp_name'] => caminho temporário $value['error'] => erro $value['size'] => tamanho */// Exemplo de como fazer o upload: if(empty($value["name"])) continue; //campo em branco, pula para o próximo move_uploaded_file($value['tmp_name'], "DIRETORIO_DESTINO"); }
  15. Ao "chamar" um classe você está inicializando um objeto, é útil para manipulação de várias coisas juntas, por exemplo: Ou seja, classes são conjuntos de funções para trabalhar com um mesmo objeto. Para funções simples do tipo substr(), é muito melhor só utilizar funções. Na classe mysqli do PHP5 por exemplo, eu utilizo a estrutura orientada a objetos porque eu gosto mais de sua sintaxe, mas a orientada a funções funciona da mesma forma. Só que tem alguns casos que é muito melhor utilizar classes. Por exemplo, a classe Archive::Zip do Pear, que cria arquivos ZIP, seria muito trabalhoso fazer o que ela faz sem uma classe.