Jump to content
Fórum Script Brasil

Durub

Moderadores
  • Content Count

    790
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutro

About Durub

  • Birthday 05/25/1994

Perfil

  • Gender
    Male

Recent Profile Visitors

4419 profile views
  1. E quais as dúvidas, exatamente? O fluxo seria o seguinte: 1. Criar e testar a função de fatorial 2. Declarar o vetor A 3. Declarar o vetor B 4. Ler 10 números no vetor A 5. Fazer um for pra executar a função fatorial em cada elemento do vetor A e colocar no vetor B. Basicamente: B[i] = fatorial(A[i]); 6. Imprimir o vetor A 7. Imprimir o vetor B Qual parte está te causando as maiores dificuldades e por quê?
  2. Olá DelTar, Pontos flutuantes usam o padrão IEEE 754. O exemplo na Wikipedia de como converter um número decimal para binário te ajuda? https://pt.wikipedia.org/wiki/IEEE_754#Convertendo_número_decimal_para_binário Acho que essa página tem tudo o que você precisa. Abraços!
  3. Olá Iago, seja bem vindo. Quais as dúvidas? Seria bom questionamentos mais específicos, se não apenas estariamos fazendo o exercício para você. Um abraço, Durub
  4. Através do cmd, você deve passar os argumentos após chamar o programa: > anagram.exe argumentos aqui Pelo CodeBlocks, você pode passar os argumentos indo na opção: Project > Set programs' arguments... Abraços!
  5. Faltou importar a biblioteca iostream. #include <iostream> Abraços.
  6. brunoandrad, é verdade, me enganei! Como o rocco falou, o código do farol não está disponível... Abraços.
  7. brunoandrad, ele só começa a contar errado quando estoura o limite que um int consegue armazenar -- converter para char sofreria do mesmo problema. O número 777777777 contém 9 dígitos iguais a 7. O número -812156815 contém 0 dígitos iguais a 7. (com 10 digitos 7) O valor máximo de um inteiro (int) é 2.147.483.647 (daí vem a "restrição" dos 9 dígitos). Experimente trocar int para long long e veja o que acontece: #include <stdio.h> #include <math.h> int main() { long long num, teste_num; /* número a ser testado */ long long ordem_de_magnitude; /* ordem de magnitude do númer
  8. Aqui está uma forma -- note que o loop vai de "cima para baixo", de forma a ir modificando o número (teste_num), removendo a casa mais significativa a cada passo: 1234 -> vira 234 -> vira 34 -> vira 4. Sempre pega o dígito mais significativo do teste_num atual. #include <stdio.h> #include <math.h> int main() { int num, teste_num; /* número a ser testado */ int ordem_de_magnitude; /* ordem de magnitude do número num */ int i; int quantidade = 0; /* quantidade de dígitos igual a 7 */ printf("Digite um numero: "); scanf("%d", &num); ordem
  9. Minha tentativa: #include <stdio.h> int main() { int cateto1, cateto2, hipotenusa; for(hipotenusa = 1; hipotenusa < 500; hipotenusa++) { for(cateto1 = 1; cateto1 < 500; cateto1++) { for(cateto2 = 1; cateto2 < 500; cateto2++) { int esquerdo = cateto1 * cateto1 + cateto2 * cateto2; int direito = hipotenusa * hipotenusa; if(esquerdo == direito) { printf("São números de pitágoras: %d - %d - %d\n", hipotenusa, cateto1, cateto2); } else if(esquerdo > direito) {
  10. O link para o código está na descrição do vídeo no YouTube. Abraços.
  11. Falta passar os índices corretos para o vetor gab. &gab[i] ao invés de apenas &gab e gab[i] ao invés de apenas gab, para acessar o valor na posição i do vetor.Mesma coisa com o vetor alu. Edit: acho que o sistema do fórum comeu o índice, na verdade. Tente postar o código em um bloco de código do fórum. Como assim os resultados estão errados -- o que está acontecendo, exatamente? Abraços.
  12. O jeito mais simples é: abra os dois arquivos, leia caractere por caractere utilizando a função fgetc do primeiro arquivo e escreva-o com a função fputc no segundo arquivo. O jeito mais rápido (em termos de velocidade de execução) é utilizando fread e fwrite. Abraços.
  13. Sobre o Eclipse, não consigo responder. Pela imagem anexada sobre o CodeBlocks, a solução é apertar "Sim". O que ocorre após confirmar que o arquivo deve ser compilado (Do you want to build it now? -> Deseja compilá-lo agora?)? É o seguinte: para rodar um programa, ele deve existir, correto? Não há como rodar algo que não exista. Por enquanto, apenas existe o seu código (Untitled1.c). Não existe o programa equivalente (Untitled1.exe). O CodeBlocks avisa isso: parece que o programa ainda não foi compilado, deseja compilá-lo agora? Ou seja, deseja realizar a "transformação" do seu código em
×
×
  • Create New...