Jump to content
Fórum Script Brasil

Prove Yourself

Membros
  • Content Count

    35
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutro

About Prove Yourself

  1. Era isso mesmo Willian, agora está funcionando o acesso externo. Depois de ver que funcionava na minha máquina física, testei e consegui até criar um servidor web em uma máquina virtual. Vou deixar os passos aqui se alguém quiser fazer o mesmo: - Com a máquina virtual aberta vá em Dispositivos -> Adaptadores de Rede (N) - Conectado a, selecione "NAT" - Clique em "Redirecionamento de portas" - Adicione duas regras: - Protocolo: TCP - Endereço IP do Hospedeiro: 192.168.1.34 // Ip da rede interna, da máquina que está rodando o Virtualbox. - Porta do Hospedeiro: 8080 // no meu ca
  2. O firewall está desabilitado, veja as imagens abaixo, talvez possam ser úteis: http://img38.imageshack.us/img38/3038/20120127075014.png http://img59.imageshack.us/img59/6954/20120127075308.png http://img404.imageshack.us/img404/3188/20120127075433.png http://img836.imageshack.us/img836/9738/sc...20120127075.png httpd.conf # # This is the main Apache HTTP server configuration file. It contains the # configuration directives that give the server its instructions. # See <URL:http://httpd.apache.org/docs/2.2> for detailed information. # In particular, see # <URL:http://httpd.apache.o
  3. Apenas o modem Wireless D-LINK 2640T. Valeu.
  4. Estou tentando montar um servidor web caseiro (Windows 7, Apache 2.2). Eu tenho IP dinâmico, e sei que precisaria de IP fixo ou utilizar o no-ip, mas essa não é a questão agora. Localmente ele está funcionando normal. O problema é quando tento acessar de um computador que está fora da minha rede, através da Internet. Simplesmente recebo o erro "The connection has timed out". Alguma dica? Como procurar erros de rede? Existem logs ou algo assim que possam ajudar? Valeu.
  5. Era isso mesmo. O código do servidor estava com erros de sintaxe. Valeu. Resolvido.
  6. Estou tentando criar um WebService sem WSDL (ele não será um WebService público). Segue o código: <?php // server.php class Writer { public function write($message) { $file = fopen('/tmp/foo.txt', 'a'); fwrite($file, $message); fclose($file); } } $server = new SoapServer(null, array( 'uri' => 'http://localhost/testes/webservice/', 'trace' = true )); $server->addClass('Writer'); $server->handle(); ?> <?php // client.php $client = new SoapClient(null, array( 'uri' => 'http://localhost/testes/webservice/', 'location' =>
  7. Não. Neste caso não haverá um campo único. Pensei em IP mas não sei se é tão efetivo para este tipo de tarefa. Valeu, obrigadão.
  8. Tenho um formulário muito importante. Um mesmo cliente não poderá se cadastrar neste formulário mais de uma vez. Qual a forma mais efetiva de bloquear um segundo cadastro? Valeu.
  9. Utilizando o seguinte código: <!DOCTYPE html> <html> <head> <title></title> <meta charset="utf-8" /> </head> <body> <div id="wrapper"> <header> <h1>Title</h1> <h2>Subtitle</h2> </header> <canvas id="game" height="500" width="700"> </canvas> </div> <script> (function() { var canvas = document.getElementById('game'),
  10. Nossa, você poderia ter deixado colocado todos os códigos dentro das tags code do fórum. "valida_cookie.php" e "conecta_mysql.inc" imprimem algo na tela? Um abraço.
  11. Na verdade eu passei um ponteiro... mas em foo, ele não é local. Veja este trecho: int main(void) { int bar; foo(&bar); Agora veja o seu trecho: int main(void) { int variavel; int* bar_de_main=&variavel; foo(bar_de_main); Pelo que entendi, o seu é local... o meu não é... Obrigadão. Um abraço.
  12. Entendi e com certeza ficou bem mais claro como você mostrou. Só tem uma coisa... se você observar o ultimo código, eu não passei um ponteiro novamente.. Obrigadão por enquanto cara.
  13. Eu entendi os exemplos e as soluções propostas... Só quero entender uma coisa... (Cara, você vai querer me bater :P) Certo, voltando a variavel spam. Se o valor na região da memória não é desalocado, apenas o ponteiro... Porque isso ainda não imprimi 5? Ele imprime -12161954380. #include <stdio.h> #include <stdlib.h> void foo(int *bar); void foo(int *bar) { int *spam; spam = (int *) malloc(sizeof(int)); *spam = 5; bar = spam; } int main(void) { int bar; foo(&bar); printf("%d", bar); return 0; } Perceba que agora não estou mais passando uma v
  14. Não entendi. Porque bar é local? Ele é um parâmetro/ponteiro. Lá em main() eu passo o ponteiro pra dentro... Ou eu tenho que passar um ponteiro de um ponteiro? Referente ao que você falou, isso eu tinha em mente. O problema é que não sei criar um ponteiro dentro de uma função e passar o ponteiro para fora dela... Como no exemplo, queria que bar, lá fora, apontasse para spam. Entendeu? Obrigado por enquanto. Um dia entendo esses malditos ponteiros :P
  15. Baseado no seguinte código: #include <stdio.h> #include <stdlib.h> void foo(int *bar); void foo(int *bar) { int *spam; spam = (int *) malloc(sizeof(int)); *spam = 5; bar = spam; } int main(void) { int *bar; bar = (int *) malloc(sizeof(int)); foo(bar); printf("%d", *bar); return 0; }Eu estou estudando ponteiros, eu sei que isso poderia ser feito de outra forma :) Mas enfim, porque o resultado (printf) dessa função é 0 ao invés de 5? Seria o escopo? A região da memória de spam é desalocada quando acaba a função? Como bar e spam apontam para a m
×
×
  • Create New...