Anti-puff

Membros
  • Content Count

    276
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutro

About Anti-puff

Contatos

Perfil

  • Gender
    Male
  • Location
    Taubaté-SP
  1. Esse problema não tem solução, usar um flash com áreas vazias transparentes num layer sobre outro é inviavel, apenas o internet explorer interpreta as áreas vazias como uma mascara, o Chrome e Ffox entendem como um objeto retangular simples que esta por cima de outro. Tente fazer tudo num swf só utilizados as camadas da cena para imitar os layer do html ou revise o projeto para usar um outro tipo de objeto javacript ou css para resolver.
  2. No seu html use: <param name="movie" value="nome.swf?marcadora=variavel"> No seu action use: var flashvars:Object=LoaderInfo(stage.loaderInfo).parameters; var marcadora = String(flashvars.marcadora); assim o flash obterá a variavel marcadora.
  3. O Action Script não interagem com o html dessa maneira, você apenas pode acessar funções de javascript do html usando ExternalInterface.
  4. O Socket writeUTFBytes não possui evento de PROGRESS não sendo possível retornar a quantidade de bytes enviados periodicamente. O que pode ser feito é enviar os arquivo em pacotes menores dentro de um "for" ou "while" Possívelmente será nessário uma normalização referente ao ultimo pacote a ser enviado caso ele seja menor que 64kb Sendo agora necessário criar um verificador do progresso a cada 1 segundo É muitíssimo mais recomendavel utilizar a função upload() do fileReferences caso o arquivo possa ser escolhido manualmente, pois já possui um gerenciamento de memória e uma thread de processamento exclusivo para isso, assim como o Evento Progress
  5. No momento o flash e o html5 são coisas muito distintas, o flash provê uma interatividade que depende da criatividade e abilidade do designer/programador e praticamente todo navegador possuí o plugin, na versão 11 do flash player a adobe demonstra que quer dirigir a plataforma para experiencias visuais em 3d com melhor gerenciamento de memória, que sempre foi uma desvatagem da plataforma principalmente por culpa dos programadores que pouco se importavam com esse importante quesito, motivo pelo qual o flash esta sumindo dos dispositivos móveis. Mas o flash ainda irá durar um bom tempo e se modificar com a própria web. O HTML5 possui padrões em formação, sua integração em conjuto com o CSS e javascript tem variações em certos navegadores que torna o trabalho mais minucioso. É dificil dizer qual será o futuro dessa plataforma, mas é demasiado leviano supor que subistituirá o flash, o SilverLight já teve o mesmo tipo de alusão no passado mas se transformou uma ferramenta util para o windows em versões mobile e aplicações com o Visual Studio. Num contexto geral, nós desenvolvedores somos obrigados a estudar ambas plataformas, pois de certa forma creio que tendem a ser intergrar para formar experiencias muito mais ricas na web. Visto que ambas tem uma base de programação similar ao javascript, estudar um não significa abandonar o outro. O HTML5 certamente será importante na criação de midias para dispositivos móveis que é um mercado em expansão. Eu acho que o flash ainda tem muito pra mostrar, mas caberá aos desenvolvedores estarem atentos ao gerenciamento do desempenho do projeto, o google ainda vai investir no flashplayer para o android por algum tempo. O que o flash será dependerá de nós desenvolvedores e o que o html5 será dependerá dos seus idealizadores.
  6. O flash tem politicas de segurança que impede a leitura de conteúdo fora do ambiente de desenvolvimento ( shift + enter ), o servidor onde esta hospedado o arquivo xml deve conter um arquivo de permissão, geralmente crossdomain.xml, e nele deve estar a permissão para o seu site acessar qualquer conteúdo da origem, isso previne que levianamente conteúdo seja dupliacado. Porém isso é facil driblar com um script em asp.net ou php que simule um proxy que podem ter acesso ao arquivo http://feeds.folha.uol.com.br/emcimadahora/rss091.xml por WebRequest e o seu swf chama o arquivo aspx de dentro do seu servidor não necessitando de verificar a segurança do acesso.
  7. Se você tiver previamente armazenado numa array ou mesmo variaveis as possições finais de cada mc basta fazer um comparador com as posições em que se encontram e os valores armazenados.
  8. Tente: file.addEventListener(DataEvent.UPLOAD_COMPLETE_DATA, completeHandler); file.upload(uploadURL); function completeHandler(event:Event):void { _output.text = "completeHandler: " + event.data; }
  9. Não entendi muito bem sua descriçã, pois as classes são compiladas no escopo do swf mesmo quando importadas de um swc, mas em geral para utilizar multiplas associações entre diferentes swfs acessados dados em comum é importante fazer uma classe que todos importem com variaveis e funcoes publicas e estáticas, assim serão tomadas como globais para quaisquer swf que as importe. Por exemplo: criando uma classe globals package com.layouts { public class globals { public static var SWF1:*; public static var SWF2:*; } } Dentro do action do swf1, deve-se importar a classe globals e se auto referenciar nela. import com.layouts.globals; globals.SWF1 = this; E fazer o mesmo no action no swf2 import com.layouts.globals; globals.SWF2 = this; Assim o swf1 pode executar quaisquer funções publicas no escopo do swf2 chamando-se sua referencia no globals globals.SWF2.chamar_alguma_funcao(); Ou vice-versa É importante notar que para que isso funcione os swfs devem estar carregados. Também é possivel usar a classe LocalConnection para caso os swfs seja desconexos de escopo em comum.
  10. Primeiramente você deve definir que tipo de base de dados você tem a disposição, o xml é uma apresentação estruturada de dados, não é recomendavel usa-lo como base pois precisa ser carregado completamente na memória para que se possa fazer uma busca. Também é necessário definir a estrutura dos seus dados relacionais, no seu exemplo você relaciona um nome, a uma frase... e essa relações devem ser alimentadas no banco de dados préviamente, e só funcionaria para esse caso muito expecífico e exigiria muito trabalho com alimentação de dados. Então é necessario avaliar e exemplificar detalhadamente sua necessidade e em quais tipos de situações como deveria funcionar.
  11. No exemplo é usado um FLVPlayback, esse componente tem a propriedade autoPlay que por padrão é true, basta setar essa propriedade como false na instancia do FLVPlayback. Link de referencia
  12. Se o swf carregar components ou variaveis de contexto será necessário rodar apartir de um servidor web, as versões prof. do windows tem o IIS para colocar numa pasta dentro do InetPub e acessa via http.
  13. Se você usa uma base de dados externa como mysql ou mssql o comando de LIKE na query resolveria o problema, porém se seus dados estão num tipo de colection, array ou dictionary e você faz a busca por comparação match ou indexOf, pode ter a comparação usando uma classe para retirar acentos e deixando os valores comparados todos maiusculos, assim não haverá esse tipo de variação.
  14. Tente assim: function onKeyDown(){ if(Key.isDown(Key.ENTER)){ this.output_txt.text += ""+digite.toUpperCase()+" disse: "; this.output_txt.text += input_txt.text + newline this.output_txt.text += ""+ele+" disse: " this.findAnswer(this.input_txt.text); this.output_txt.text += ""+ newline this.output_txt.scroll = this.output_txt.maxscroll; this.input_txt.text = ""; Selection.setFocus(this.input_txt); } }
  15. Você precisa apenas o usar o comando nas variaveis string: digite.toUpperCase();