Jump to content
Fórum Script Brasil
  • 0

Contornar Erro De Sql


Guest --felipe --
 Share

Question

Guest --felipe --

e ai pessoal, alguém sabe se tem algum jeito de fazer um comando SQL utilizando SUM na parte do "where" ???

a questão é que eu preciso selecionar apenas as produções com quantidade menor que 100,

e a soma das mesmas deve ser 100, para poder saber quantas horas foram trabalhadas.

select ControleDeProducao.*, SUM(ControleDeProducao.Qtdade)
from ControleDeProducao
where  controledeproducao.qtdade<100
and SUM(ControleDeProducao.Qtdade)=100

entenderam???

obs.: Como o relatório é gerado a partir de um software já pronto, eu não tenho como editar o resultado trabalhando com DBGRID, o unico jeito é por select mesmo!

espero resposta

abraço

Link to comment
Share on other sites

3 answers to this question

Recommended Posts

  • 0
Guest --Jonas --

COMO FAZER CONSULTAS SQL

Devemos ressaltar que a linguagem SQL é utilizada tanto pelos profissionais responsáveis pelos dados,

onde é ressaltada a figura do Administrador do Banco de Dados e dos Analistas de Dados, como também

pelos desenvolvedores de Aplicações.

Enquanto àqueles estão preocupados com o desempenho, integridade do Banco de Dados e utilizam toda

gama de recusos disponíveis no SQL, estes estão preocupados apenas em "transformar dados em

informações", portanto para os desenvolvedores costuma-se dizer que conhecer o "select" já basta.

Em nosso curso enfatizaremos a importância de TODOS os comandos do SQL, mas sabemos de antemão que os

professores responsáveis pelas linguagens IDEO, VB e Delphi, ressaltarão a preponderância da instrução

"select", que será apresentada a seguir e não no final do curso de SQL como geralmente acontece, pelo

fato de que diversas disciplinas necessitam especificamente deste comando, que passaremos a apresentar:

1) Seleção de todas os campos (ou colunas) da tabela de Departamentos.

Resp:

SELECT * FROM DEPT;

O exemplo utiliza o coringa "*" para selecionar as colunas na ordem em que foram criadas. A instrução

Select, como pudemos observar seleciona um grupo de registros de uma (ou mais) tabela(s). No caso a

instrução From nos indica a necessidade de pesquisarmos tais dados apenas na tabela Dept.

Where como base das Restrição de tuplas.

A cláusula "where" corresponde ao operador restrição da álgebra relacional. Contém a condição que as

tuplas devem obedecer a fim de serem listadas. Ela pode comparar valores em colunas, literais,

expressões aritméticas ou funções.

A seguir apresentamos operadores lógicos e complementares a serem utilizados nas expressões apresentadas

em where.

Operadores lógicos

Operador

Significado

= Igual a

> Maior que

>= Maior que ou igual a

< Menor que

<= Menor que ou igual a

Exemplos:

SELECT EMPNOME, EMPSERV

FROM EMP

WHERE DEPNUME > 10;

SELECT EMPNOME, EMPSERV

FROM EMP

WHERE EMPSERV = 'GERENTE';

O conjunto de caracteres ou datas devem estar entre apóstrofes (‘) na cláusula "where".

2) Selecione todos os departamentos cujo orçamento mensal seja maior que 100000. Apresente o Nome de tal

departamento e seu orçamento anual, que será obtido multiplicando-se o orçamento mensal por 12.

Resp: Neste problema precisamos de uma expressão que é a combinação de um ou mais valores, operadores

ou funções que resultarão em um valor. Esta expressão poderá conter nomes de colunas, valores numéricos,

constantes e operadores aritméticos.

SELECT DEPNOME, DEPORCA * 12

FROM DEPT

WHERE DEPORCA > 100000;

3) Apresente a instrução anterior porém ao invés dos "feios" DepNome e DepOrca, os Títulos Departamento

e Orçamento.

Resp: Neste exemplo deveremos denominar colunas por apelidos. Os nomes das colunas mostradas por uma

consulta, são geralmente os nomes existentes no Dicionário de Dado, porém geralmente estão armazenados

na forma do mais puro "informatiquês", onde "todo mundo" sabe que CliCodi significa Código do Cliente.

É possível (e provável) que o usuário desconheça estes símbolos, portanto devemos os apresentar dando

apelidos às colunas "contaminadas" pelo informatiquês, que apesar de fundamental para os analistas,

somente são vistos como enigmas para os usuários.

SELECT DEPNOME "DEPARTAMENTO", DEPORCA * 12 "ORCAMENTO ANUAL"

FROM DEPT

WHERE DEPORCA > 100000;

4) Apresente todos os salários existentes na empresa, porém omita eventuais duplicidades.

Resp: A cláusula Distinct elimina duplicidades, significando que somente relações distintas serão

apresentadas como resultado de uma pesquisa.

SELECT DISTINCT EMPSERV

FROM EMP;

5) Apresente todos os dados dos empregados, considerando sua existência física diferente de sua

existência lógica (ou seja devidamente inicializado).

Resp: Desejamos um tratamento diferenciado para valores nulos. Qualquer coluna de uma tupla que não

contenha informações é denominada de nula, portanto informação não existente. Isto não é o mesmo que

"zero", pois zero é um número como outro qualquer, enquanto que um valor nulo utiliza um "byte" de

armazenagem interna e são tratados de forma diferenciada pelo SQL.

SELECT EMPNOME, EMPSALA + EMPCOMI

FROM EMP;

SELECT EMPNOME, NVL(EMPSALA,0) + NVL(EMPCOMI,0)

FROM EMP;

Obs: a função "NVL" é utilizada para converter valores nulos em zeros.

6) Apresente os nomes e funções da cada funcionário contidos na tabela empresa, porém classificados

alfabeticamente (A..Z) e depois alfabeticamente invertido (Z..A).

Resp: A cláusula Order By modificará a ordem de apresentação do resultado da pesquisa (ascendente ou

descendente).

SELECT EMPNOME, EMPSERV

FROM EMP

ORDER BY EMPNOME;

SELECT EMPNOME, EMPSERV

FROM EMP

ORDER BY EMPPNOME DESC;

Nota: Também é possível fazer com que o resultado da pesquisa venha classificado por várias colunas.

Sem a claúsula "order by" as linhas serão exibidas na sequência que o SGBD determinar.

7) Selecione os Nomes dos Departamentos que estejam na fábrica.

Resp:

SELECT DEPNOME

FROM DEPT

WHERE DEPLOCA = "são PAULO";

O exemplo exigiu uma restrição (São Paulo) que nos obrigou a utilizar da instrução Where. Alguns

analistas costumam afirmar em tom jocoso que SQL não passa de

"Selecione algo De algum lugar Onde se verificam tais relações"

Acreditamos que esta brincadeira pode ser útil ao estudante, na medida em que facilita sua compreensão

dos objetivos elementares do SQL.

Demais Operadores

Operador Significado

between...and... entre dois valores (inclusive)

in (....) lista de valores

like com um padrão de caracteres

is null é um valor nulo

Exemplos:

SELECT EMPNOME, EMPSALA

FROM EMP

WHERE EMPSALA BETWEEN 500 AND 1000;

SELECT EMPNOME, DEPNUME

FROM EMP

WHERE DEPNUME IN (10,30);

SELECT EMPNOME, EMPSERV

FROM EMP

WHERE EMPNOME LIKE 'F%';

SELECT EMPNOME, EMPSERV

FROM EMP

WHERE EMPCOMI IS NULL;

O símbolo "%" pode ser usado para construir a pesquisa ("%" = qualquer sequência de nenhum até vários

caracteres).

Operadores Negativos

Operador Significado

<> diferente

not nome_coluna = diferente da coluna

not nome_coluna > não maior que

not between não entre dois valores informados

not in não existente numa dada lista de valores

not like diferente do padrão de caracteres informado

is not null não é um valor nulo

8) Selecione os Empregados cujos salários sejam menores que 1000 ou maiores que 3500.

Resp: Necessitaremos aqui a utilização de expressão negativas. A seguir apresentamos operadores negativos.

SELECT EMPNOME, EMPSALA

FROM EMP

WHERE EMPSALA NOT BETWEEN 1000 AND 3500;

9) Apresente todos os funcionários com salários entre 200 e 700 e que sejam Vendedores.

Resp: Necessitaremos de consultas com condições múltiplas.

Operadores "AND" (E) e "OR" (OU).

SELECT EMPNOME, EMPSALA, EMPSERV

FROM EMP

WHERE EMPSALA BETWEEN 200 AND 700

AND EMPSERV = 'VENDEDOR';

10) Apresente todos os funcionários com salários entre 200 e 700 ou que sejam Vendedores.

Resp:

SELECT EMPNOME, EMPSALA, EMPSERV

FROM EMP

WHERE EMPSALA BETWEEN 200 AND 700

OR EMPSERV = 'VENDEDOR';

11) Apresente todos os funcionários com salários entre 200 e 700 e que sejam Vendedores ou Balconistas.

Resp:

SELECT EMPNOME, EMPSALA, EMPSERV

FROM EMP

WHERE EMPSALA BETWEEN 200 AND 700

AND ( EMPSERV = 'BALCONISTA' OR EMPSERV = 'VENDEDOR' );

Funções de Caracteres

Função Significado

Lower força caracteres maiúsculos aparecerem em minúsculos.v

Upper força caracteres minúsculos aparecerem em maiúsculos.

Concat(x,y) concatena a string "x" com a string "y".

Substring(x,y,str) extrai um substring da string "str", começando em "x", e termina em "y".

To_Char(num) converte um valor numérico para uma string de caracteres.

To_Date(char,fmt) converte uma string caracter em uma data.

^que converte data para o formato apresentado.

12) Apresente o nome de todos os empregados em letras minúsculas.

Resp:

SELECT LOWER( EMPNOME )

FROM EMP;

13) Apresente o nome de todos os empregados (somente as 10 primeiras letras).

Resp:

SELECT SUBSTRING (1,10,EMPNOME)

FROM EMP;

14) Apresente o nome de todos os empregados admitidos em 01/01/80.

Resp:

SELECT *

FROM EMP

WHERE EMPADMI = ^que"DD-AAA-YYYY"("01-JAN-1980");

ou

SELECT *

FROM EMP

WHERE EMPADMI = ^que("01-JAN-1980");

Funções Agregadas (ou de Agrupamento)

Função Retorno

avg(n) média do valor n, ignorando nulos

count(expr) vezes que o número da expr avalia para algo não nulo

max(expr) maior valor da expr

min(expr) menor valor da expr

sum(n) soma dos valores de n, ignorando nulos

15) Apresente a Média, o Maior, o Menor e também a Somatória dos Salários pagos aos empregados.

Resp:

SELECT AVG(EMPSALA) FROM EMP;

SELECT MIN(EMPSALA) FROM EMP;

SELECT MAX(EMPSALA) FROM EMP;

SELECT SUM(EMPSALA) FROM EMP;

Agrupamentos

As funções de grupo operam sobre grupos de tuplas(linhas). Retornam resultados baseados em grupos de

tuplas em vez de resultados de funções por tupla individual. A claúsula "group by" do comando "select"

é utilizada para dividir tuplas em grupos menores.

A cláusula "GROUP BY" pode ser usada para dividir as tuplas de uma tabela em grupos menores. As funções

de grupo devolvem uma informação sumarizada para cada grupo.

16) Apresente a média de salário pagos por departamento.

Resp:

SELECT DUPNUME, AVG(EMPSALA)

FROM EMP

GROUP BY DEPNUME;

Obs.: Qualquer coluna ou expressão na lista de seleção, que não for uma função agregada, deverá constar

da claúsula "group by". Portanto é errado tentar impor uma "restrição" do tipo agregada na cláusula Where.

Having

A cláusula "HAVING" pode ser utilizada para especificar quais grupos deverão ser exibidos, portanto

restringindo-os.

17) Retome o problema anterior, porém apresente resposta apenas para departamentos com mais de 10

empregados.

Resp:

SELECT DEPNUME, AVG(EMPSALA)

FROM EMP

GROUP BY DEPNUME

HAVING COUNT(*) > 3;

Obs.: A claúsula "group by" deve ser colocada antes da "having", pois os grupos são formados e as

funções de grupos são calculadas antes de se resolver a cláusula "having".

A cláusula "where" não pode ser utilizada para restringir grupos que deverão ser exibidos.

Exemplificando ERRO típico - Restringindo Média Maior que 1000:

SELECT DEPNUME, AVG(EMPSALA)

FROM EMP

WHERE AVG(SALARIO) > 1000

GROUP BY DEPNUME;

( Esta seleção está ERRADA! )

SELECT DEPNUME, AVG(EMPSALA)

FROM EMP

GROUP BY DEPNUME

HAVING AVG(EMPSALA) > 1000;

( Seleção Adequada )

Seqüência no comando "Select":

SELECT ;coluna(s)

FROM ;tabela(s)

WHERE ;condição(ões) da(s) tupla(s)

GROUP BY ;condição(ões) do(s) grupo(s) de tupla(s)

HAVING ;condição(ões) do(s) grupo(s) de tupla(s)

ORDER BY ;coluna(s);

A "sql" fará a seguinte avaliação:

a) WHERE, para estabelecer tuplas individuais candidatas (não pode conter funções de grupo)

B) GROUP BY, para fixar grupos.

c) HAVING, para selecionar grupos para exibiçao.

Equi-Junção ( Junção por igualdade )

O relacionamento existente entre tabelas é chamado de equi-junção, pois os valores de colunas das duas

tabelas são iguais. A Equi-junção é possível apenas quando tivermos definido de forma adequada a chave

estrangeira de uma tabela e sua referência a chave primária da tabela precedente. Apesar de admitir-se

em alguns casos, a equi-junção de tabelas, sem a correspondência Chave Primária-Chave Estrangeira,

recomendamos fortemente ao estudante não utilizar este tipo de construção, pois certamente em nenhum

momento nos exemplos propostos em nossa disciplina ou nas disciplinas de Análise e Projeto de Sistemas,

serão necessárias tais junções.

18) Listar Nomes de Empregados, Cargos e Nome do Departamento onde o empregado trabalha.

Resp: Observemos que dois dos três dados solicitados estão na Tabela Emp, enquanto o outro dado está na

Tabela Dept. Deveremos então acessar os dados restringindo convenientemente as relações existentes entre

as tabelas. De fato sabemos que DEPNUME é chave primária da tabela de Departamentos e também é chave

estrangeira da Tabela de Empregados. Portanto, este campo será o responsável pela equi-junção.

SELECT A.EMPNOME, A.EMPSERV, B.DEPNOME

;FROM EMP A, DEPT B

WHERE A.DEPNUME = B.DEPNUME;

Obs.: Note que as tabelas quando contém colunas com o mesmo nome, usa-se um apelido "alias" para

substituir o nome da tabela associado a coluna. Imagine que alguém tivesse definido NOME para ser o

Nome do Empregado na Tabela de Empregados e também NOME para ser o Nome do Departamento na Tabela de

Departamentos. Tudo funcionaria de forma adequada, pois o aliás se encarregaria de evitar que uma

ambiqüidade fosse verificada. Embora SQL resolva de forma muito elegante o problema da nomenclatura

idêntica para campos de tabelas, recomendamos que o estudante fortemente evite tal forma de nomear

os campos. O SQL nunca confundirá um A.NOME com um B.NOME, porém podemos afirmar o mesmo de nós mesmos?

19) Liste os Códigos do Cada Funcionário, seus Nomes, seus Cargos e o nome do Gerente ao qual este se

relaciona.

Resp: Precisamos criar um auto-relacionamento, ou seja, juntar uma tabela a ela própria. É possível

juntarmos uma tabela a ela mesma com a utilização de apelidos, permitindo juntar tuplas da tabela a

outra tuplas da mesma tabela.

SELECT A.EMPNUME, A.EMPNOME, A.EMPSERV, B.EMPNOME

FROM EMP A, EMP B

WHERE A.EMPGERE = B.EMPNUME;

As Sub-Consultas

Uma sub-consulta é um comando "select" que é aninhado dentro de outro "select" e que devolve resultados

intermediários.

20) Relacione todos os nomes de funcionários e seus respectivos cargos, desde que o orçamento do

departamento seja igual a 300000.

Resp:

SELECT EMPNOME, EMPSERV

FROM EMP A

WHERE 300000 IN ( SELECT DEPORCA

FROM DEPT

WHERE DEPT.DEPNUME = A.DEPNUME );

Nota: Observe que a cláusula IN torna-se verdadeira quando o atributo indicado está presente no conjunto

obtido através da subconsulta.

21) Relacione todos os departamentos que possuem empregados com remuneração maior que 3500.

Resp:

SELECT DEPNOME

FROM DEPT A

WHERE EXISTS (SELECT *

FROM EMP

WHERE EMPSALA > 3500 AND EMP.DEPNUME = A.DEPNUME');

Nota: Observe que a cláusula EXISTS indica se o resultado de uma pesquisa contém ou não tuplas. Observe

também que poderemos verficar a não existência (NOT EXISTS) caso esta alternativa seja mais conveniente.

Uniões

Podemos eventualmente unir duas linhas de consultas simplesmente utilizando a palavra reservada UNION.

22) Liste todos os empregados que tenham códigos > 10 ou Funcionários que trabalhem em departamentos com

código maior que 10.

Resp: Poderíamos resolver esta pesquisa com um único Select, porém devido ao fato de estarmos

trabalhando em nosso exemplo com apenas duas tabelas não consiguimos criar um exemplo muito adequado

para utilização deste recurso.

(Select *

From Emp

Where EmpNume > 10)

Union

(Select *

From Emp

Where DepNume > 10);

Inserções, Alterações e Exclusões

Uma linguagem direcionada a extração de informações de um conjunto de dados, em tese não deveria

incorporar comandos de manipulação dos dados. Devemos observar contudo que a mera existência de uma

linguagem padronizada para acesso aos dados "convidava" os desenvolvedores a aderirem a uma linguagem

"padrão" de manipulação de tabelas. Naturalmente cada desenvolvedor coloca "um algo mais" em seu

SQL (SQL PLUS, SQL *, ISQL, e toda sorte de nomenclaturas), por um lado desvirtuando os objetivos da

linguagem (padronização absoluta), mas em contrapartida otimiza os acessos ao seu banco de dados e por

maior que sejam estas mudanças, jamais são tão importantes que impeçam que um programador versado em

SQL tenha grandes dificuldades em se adaptar ao padrão de determinada implementação. De fato as

diferenças entre o SQL da Sybase, Oracle, Microsoft, são muito menores dos que as existentes entre

o C, o BASIC e o Pascal, que são chamadas de linguagens "irmãs", pois todas originam-se conceitualmente

no FORTRAN. Podemos observar que todas as três linguagens mencionadas possuem estruturas de controle

tipo "para" (for), "enquanto" (while) e repita (do..while, repeat..until). Todas trabalham com blocos

de instrução, todas tem regras semelhantes para declaração de variáveis e todas usam comandos de

tomada decisão baseadas em instruções do tipo "se" ou "caso", porém apesar de tantas semelhanças (sic),

é praticamente impossível que um programador excelente em uma linguagem consiga rapidamente ser

excelente em outra linguagem do grupo. Poderíamos arriscar a dizer que um excelente programador C que

utilize a implementação da Symantech terá que passar por um breve período de adaptação para adaptar-se

ao C da Microsoft.

O que ocorreria então se este programador tiver que adaptar-se ao Delphi (Pascal) da Borland?

De forma alguma o mesmo ocorrerá com o especialista em SQL ao ter que migrar do Banco de Dados X para o

Banco de Dados Y. Naturalmente existirá a necessidade de aprendizado, mas este programador poderá ir

adaptando-se aos poucos sem precisar ser retreinado, o que é um aspecto extremamente vantajoso para as

empresas.

Inserir (Insert)

INSERT INTO <tabela> [<campos>] [VALUES <valores>]

Ex:

INSERT INTO DEPT;

Possibilita a inserção de registros de forma interativa.

INSERT INTO DEPT (DEPNUME,DEPNOME,DEPLOCA) VALUES (70,"PRODUCAO","RIO DE JANEIRO");

Possibilita a inserção de registros em tabelas sem digitação dos dados.

Atualizar (Update)

UPDATE <tabela> SET <campo> = <expressão> [WHERE <condição>];

Ex:

UPDATE EMP SET EMPSALA = EMPSALA* 1.2 WHERE EMPSALA< 1000;

Excluir (Delete)

DELETE FROM <tabela> [WHERE <condição>];

Ex:

DELETE FROM emp WHERE EMPSALA > 5000;

Transações

Muitas vezes gostaríamos que determinado processo, caso fosse abortado por qualquer motivo, pudesse ser

inteiramente cancelado. Imaginemos por exemplo um usuário digitando um pedido. Imaginemos ainda que o

sistema possa reservar cada item solicitado de maneira "on line", ou seja ao mesmo tempo em que estou

digitando a quantidade o sistema já "empenhe" uma quantidade equivalente no estoque. Imaginemos ainda

que o sistema deve cancelar todas as operações se apenas um dos itens não puder ser atendido. Grande

problema, caso não pudéssemos anular todos os processos a partir de determinada condição.

Vamos simular tal ocorrência com nosso banco de dados EMP. Imaginemos que ao invés de digitarmos

DELETE FROM emp WHERE salario > 5000; tivéssemos digitado DELETE FROM emp WHERE salario > 500;

Ao invés de eliminarmos 2 registros, praticamente teríamos eliminado o banco de dados todo.

Para evitarmos que um erro de digitação, ou um processo iniciado porém sem condição de ser completado

integralmente comprometa todos nossos dados podemos criar uma transação que nos assegurará que nossos

testes sejam bem sucedidos ou cancelados sem comprometer nossos dados.

begin transaction;

delete from emp where salario > 500;

if SQL_RECORDCOUNT > 20 THEN;

ROLLBACK TRASACTION;

else

COMMIT;

endif;

end transaction;

Visões

Uma visão consiste basicamente de uma tabela derivada de outras tabelas. Considerando o exemplo

TRABALHO, poderíamos criar uma visão baseada na Tabela de Empregados (EMP) e na Tabela de Departamentos

(DEPT) onde tivéssemos somente os Nomes dos Funcionários e os Departamenos nos quais estes trabalhassem.

Teríamos algo assemelhado ao abaixo representado

CREATE VIEW EMP_DEP

AS SELECT E.EMPNOME, D.DEPNOME

FROM EMP E, DEPT D

WHERE E.DEPNUME = D.DEPNUME;

Devemos observar que:

1- Uma visão definida sobre uma única tabela somente será atualizável se os atributos da tal visão

contiverem a chave primária de tal tabela.

2- Visões sobre várias tabelas não são passíveis de atualizações.

3- Visões que se utilizam de funções de agrupamentos, também não poderão ser atualizadas.

PARTE III - Relatórios

Comando:

REPORT DISTINCT / UNIQUE

[ atributo(s) ]

REPORTTOP

PAGETOP

TOP

DETAIL

NONE

BOTTOM

PAGEBOTTOM

REPORTBOTTOM

FROM [ tabela(s) ]

[ WHERE clausula-where ]

[ GROUP BY clausula-grupo ]

[ ORDER BY clausula-order by ];

Como exemplo converteremos um simples Select em um Report, temos:

SELECT EMPNOME

FROM EMP

WHERE DEPNUME = 1000;

REPORT

DETAIL EMPNOME

WHERE DEPNUME = 1000;

Podemos direcionar a saida de um relatório tanto para um arquivo como para uma impressora.

Para um arquivo:

;REPORT ON "RELAT.DAT" ...

Para uma impressora:

REPORT ON LP:" ...

Agora incrementando um report temos:

REPORT

REPORTTOP COL 10, "*** RELATORIO DE FUNCIONARIOS *** ",

TODAY %que"DD/MM/YY", SKIP,

COL 10, "=================================", SKIP 2

DETAIL COL 10, NOME %C22, SALARIO %FS, ADMISSAO %que"DD/MM/YY"

REPORTBOTTOM COL 10,

"=================================", SKIP,

COL 20, "TOTAL:", TOTAL(SALARIO)

FROM EMP

ORDER BY NOME;

Onde:

REPORTTOP - O que sera impresso no topo do relatório.

PAGETOP - Impresso em cada topo de pagina.

TOP - Impresso em cada Topo do Sort-Grupo do relatório.

DETAIL - O que sera impresso em cada linha.

NONE - Se não tiver resultado o select, não sera impresso o relatório.

BOTTOM - Impresso em cada Bottom do Sort-Grupo do relatório

PAGEBOTTOM - O que sera impresso no rodapé de cada pagina.

REPORTBOTTOM - O que sera impresso no rodape do relatório.

Formatos:

%C - caracter

%D - data

y - ano,

n - mês numérico,

a - mês alfanumérico,

d - dia,

j - dia e ano juliano

Exemplo: %D"dd/mm/yy"

%I - inteiro

%F - ponto flutuante

%FSZ onde: S - separador de 3 digitos e decimal point

Z - zeros serão suprimidos

%que - data

%J - Hora

h - hora, m - minutos, s - segundos

%T - hora

E temos as funções: TOTAL, AVERAGE, MAXIMUM, MINIMUM.

Link to comment
Share on other sites

  • 0
a questão é que eu preciso selecionar apenas as produções com quantidade menor que 100, e a soma das mesmas deve ser 100, para poder saber quantas horas foram trabalhadas.

select ControleDeProducao.*, SUM(ControleDeProducao.Qtdade)
from ControleDeProducao
where  controledeproducao.qtdade<100
and SUM(ControleDeProducao.Qtdade)=100
entenderam???
quase... Considerações: - Se o somatório tem que ser exatamente igual a 100, pouca diferença fará o teste qtdade < 100, ou seja, ele não é necessário - não acha? - Selecionar apenas as produções em que a soma seja igual a 100, pressupõe que haja algum campo a ser agrupado. - utilizar uma função de agrupamento (SUM) com outros campos (*), implica em utilizar a cláusula GROUP BY contendo todos estes campos. Isto pode impedir a obtenção do resultado esperado. Por ex. (meio bobo, mas para tentar explicar), supondo uma consulta a uma tabela de itens de nota, utilizando os campos: NumNota, CodProduto e Qtd onde hajam os dados:
+---+---+----+
|NOT|PRO| QTD|
+---+---+----+
| 1 | 1 |  5 |
| 1 | 2 | 15 |
| 1 | 3 | 10 |
| 2 | 1 | 10 |
| 2 | 2 | 40 |
| 3 | 2 |  5 |
| 3 | 3 | 15 |
| 3 | 4 | 10 |
+---+---+----+
1) agrupamento NumNota, CodProduto: select NumNota, CodProduto, SUM(Qtd) group by NumNota, CodProduto vai resultar em
+---+---+----+
|NOT|PRO| QTD|
+---+---+----+
| 1 | 1 |  5 |
| 1 | 2 | 15 |
| 1 | 3 | 10 |
| 2 | 1 | 10 |
| 2 | 2 | 40 |
| 3 | 2 |  5 |
| 3 | 3 | 15 |
| 3 | 4 | 10 |
+---+---+----+
ou seja, a própria tabela, porque utilizamos todos os campos no agrupamento 2) agrupamento NumNota: select NumNota, SUM(Qtd) group by NumNota vai resultar em
+---+----+
|NOT| QTD|
+---+----+
| 1 | 30 |
| 2 | 50 |
| 3 | 30 |
+---+----+
ou seja, totalizamos (agrupamos) por NumNota - temos o total para cada nota 3) agrupamento CodProduto: select CodProduto, SUM(Qtd) group by CodProduto vai resultar em
+---+----+
|PRO| QTD|
+---+----+
| 1 | 15 |
| 2 | 60 |
| 3 | 25 |
| 4 | 10 |
+---+----+

ou seja, totalizamos (agrupamos) por CodProduto - temos o total para cada produto

Como vê, para cada agrupamento um resultado diferente.

mas, continuando...

Talvez você possa utilizar a cláusula HAVING (deu uma olhada no post do Jonas?) para definir que a quantidade deva ser 100.

Mas, como demonstrei acima, utilizar GROUP BY, pressupõe um agrupamento de itens.

- Que campos você tem nesta tabela ControleDeProdução?

- Que campos deverão ser agrupados?

Abraços

Link to comment
Share on other sites

  • 0
Guest --felipe --

valeu jonas, aprendi bastant coisa que não sabia sobre SQL!

quase...

Considerações:

- Se o somatório tem que ser exatamente igual a 100, pouca diferença fará o teste qtdade < 100, ou seja, ele não é necessário - não acha?

teoricamente sim, mas o processo aqui é assim:

a produção é cadastrada aos poucos, passo a passo, pois as peças não são necessariamente produzidas em sequencia. por exemplo:

demorou 1:30h para produzir 15 peças,

demorou 2:30h para produzir 25 peças

qtdade    tempo
15        1,5
25        2,5

e assim vai, até fechar o valor a ser produzido, no caso 100

DETALHE: quando uma produção é completa, ela se torna uma linha só, somando todos os tempos e qtdades, por isso é necessária esta linha where controledeproducao.qtdade<100

quanto ao uso do having, não dá para fazer porque o gerador de relatório é no proprio software PRONTO, se fosse no filtro dava, mas como é depois do "group by" vou solicitar a empresa que fez o software para abrir uma nova aba, apenas com um edit para que eu mesmo faça o select!

não vejo outra solução ;P

valeu abraços pra vocês

Link to comment
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Answer this question...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.

 Share



  • Forum Statistics

    • Total Topics
      150.2k
    • Total Posts
      647.4k
×
×
  • Create New...