Jump to content
Fórum Script Brasil

Rafael Schouery (VidaGeek)

Membros
  • Posts

    34
  • Joined

  • Last visited

About Rafael Schouery (VidaGeek)

  • Birthday 04/16/1986

Contatos

Perfil

  • Gender
    Male
  • Location
    São Paulo
  • Interests
    Linux, Computação, Programação, Ruby, Rails, Mac

Rafael Schouery (VidaGeek)'s Achievements

0

Reputation

  1. No Windows o programa é fechado porque deu Segmentation Fault, ele apenas não avisa. Note que nem sempre que dá SegFault no Linux dá no Windows, mas isso é porque o Windows é ruim. Ele não protege a memória como deveria.
  2. Evite fazer rand()%n para qualquer n. Isso é pessimo, pois pega os bits menos significativos do numero. O ideal é fazer: (rand() / (RAND_MAX + 1.0))*n onde n é o primeiro valor que não entra na parada... Ou seja, (rand() / (RAND_MAX + 1.0))*15 gera numeros double entre [0,15) como você precisa de inteiros basta guardar num int para dar o cast...
  3. Mas para isso faltou um void entre public e Seg_Licao(). E não pode ter aquele super.... Talvez o que você esteja confundindo é a questão de construtores. Construtores tem que ter obrigatóriamente o nome da classe. Portanto Seg_Licao não é um nome válido para construtor. Ou você transforma ele em um método normal ou muda o nome para Prm_Licao e passa algum argumento, criando um construtor com assinatura diferente ...
  4. Deposi que você ver a questão do listener (que o NetBeans faz direto), basta você colocar neste clique do botão o seguinte conteúdo: JPanel panel = new JPanel(); getContentPane().add(panel,BorderLayout.CENTER); Mas existe alguns comentários a serem feitos... Este BorderLayout.CENTER é usado se você está usando o BorderLayout e queira colocar no centro (meio obvio não?), se você quer colocar em outro lugar ou está usando outro layout você vai precisar mudar isto. De uma olhada no initComponents(); que o netbeans gerou. Por lá você sabe como ele adiciona os objetos e dai você pode fazer igual.
  5. Acho que tem um pacote para NetBeans que você instala junto com o j2me e ele vem com alguns exemplos (ou pelo menos um exemplo) de jogo.
  6. Valeu pela dica! Vou dar uma olhada sim!
  7. basta abrir em um terminal DOS ou do Linux que esse tipo de coisa não acontece.
  8. Procure o Algorithms in C part 5 (do Sedgewick) na sua biblioteca, ele tem uma forma muito mais simples. A questão que o seu professor deve estar encanado é que este algoritmo usa uma busca muito sofisticada, enquanto que o método de achar fluxo máximo do Ford Fulkerson pode ser feito com uma simples busca em largura.
  9. B[5] = A[4][5]; pega apenas o último valor da coluna. Você precisa de um for que vá de 0 a 4 atribuindo a B, isso se você tem os valores mesmo. Se você tem o char '1', você pode converter para 1 (inteiro, não char) subtraindo o '0' ou usando o atoi (o que é um pouco mais ineficiente, creio eu).
  10. Aqui tem um problema: int codigo; ... scanf("%d", codigo); codigo não é ponteiro e você não passou o endereço dele para o scanf. e aqui tem outro aux[0].codigo = &codigo; aux[0].codigo = nome; não seria aux[0].nome = nome; Foi o que eu achei, mas se não der certo avise.
  11. Bom, listas estão em basicamente 4 categorias: A primeira, mais geral, é onde você guarda valores e acessa, remove e insere qualquer posição. Ela útil para muita coisa, como algoritmos de ordenação e busca. A segunda, é a pilha que pemite a remoção e a inserção apenas em uma ponta e possivelmente restringe o acesso a apenas essa ponta também. Ela é útil para recursão (todo algoritmo recursivo depende da pilha do sistema), busca em profundidade em grafos e backtrack (que não deixa de ser uma busca em grafos). A terceira é a fila, onde a inserção é em uma ponta e a remoção é na outra ponta e o acesso é possivelmente limitado a ponta de saida da fila. É como uma fila do banco, quem entra por último é acessado por último. Ela é útil para busca em largura em grafos, ou seja achar o menor caminho de um vértice ao outro num grafo simples ou direcionado, mas sem pesos nas arestas. A quarta é a fila dupla que permite a inserção e remoção em ambas as pontas. Agora pra que serve eu já não sei, acho que nunca usei uma dessas. Bibliografia Recomendada: Donald E. Knuth - The Art of Computer Programming Vol I Capitulo 2.2 Linear Lists que contém algumas imagens que mostra melhor os tipos de listas. Cormen et al - Introduction to Algorithms Cap 10.1 - Stacks ans queues pg 200
  12. Aqui está o código para C: clock_t t0, tf; double tempo_gasto; t0 = clock(); ... tf = clock(); tempo_gasto = ( (double) (tf - t0) ) / CLOCKS_PER_SEC; printf("Tempo gasto: %lf s\n", tempo_gasto); Mas dá para fazer no linux também com o comando time
  13. Olá, Estude sim, eu sugiro o livro do Deitel e Deitel: Java Como Programar. Ele explica desde o começo a linguagem e ensina coisas como UML também.
  14. Olá, Bom o Visual Basic é, na minha opinião, mais limitado do que o Java. Ele não é portavel, e portanto, tudo o que você fizer rodará só no Windows. Java, por outro lado, roda em Windows, Linux, Celulares (os joguinhos são feitos em Java), Palm (VB só roda em PocketPC), entre outros. Na verdade qualquer lugar que rode uma maquina virtual java pode rodar uma aplicação java. Além disso, ela é uma linguagem muito bem extendida. Tudo o que você precisar em Java já deve existir. Por outro lado, Java pode ser bem mais dificil de aprender, não a sintaxe mas conceitos como Padrões de Projeto. Eu diria que se você não sabe nada de programação não sai perdendo em aprender VB, dá até para tentar achar um emprego depois. Mas se você quiser ser um programador mais refinado, após o curso comece a dar uma olhada em C e Java. Boa sorte com o aprendizado!
  15. Bom, o JFrame é uma janela, então ele é útil para a janela principal do seu programa e para outras janelas, como o sobre... por exemplo. Já o JPanel é um recipiente de objetos visuais. Portanto um JFrame pode ter vários JPanel em várias hierarquias diferentes. Ele é muito útil para agrupar objetos, e então podemos por exemplo dar um setVisible(false) e tudo o que tinha dentro dele some. Existem outras formas de usar os dois, mas acho que deu para exemplificar um pouco.
×
×
  • Create New...