Jump to content
Fórum Script Brasil

Search the Community

Showing results for tags 'linux'.

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • Programação & Desenvolvimento
    • ASP
    • PHP
    • .NET
    • Java
    • C, C++
    • Delphi, Kylix
    • Lógica de Programação
    • Mobile
    • Visual Basic
    • Outras Linguagens de Programação
  • WEB
    • HTML, XHTML, CSS
    • Ajax, JavaScript, XML, DOM
    • Editores
  • Arte & Design
    • Corel Draw
    • Fireworks
    • Flash & ActionScript
    • Photoshop
    • Outros Programas de Arte e Design
  • Sistemas Operacionais
    • Microsoft Windows
    • GNU/Linux
    • Outros Sistemas Operacionais
  • Softwares, Hardwares e Redes
    • Microsoft Office
    • Softwares Livres
    • Outros Softwares
    • Hardware
    • Redes
  • Banco de Dados
    • Access
    • MySQL
    • PostgreSQL
    • SQL Server
    • Demais Bancos
  • Segurança e Malwares
    • Segurança
    • Remoção De Malwares
  • Empregos
    • Vagas Efetivas
    • Vagas para Estágios
    • Oportunidades para Freelances
  • Negócios & Oportunidades
    • Classificados & Serviços
    • Eventos
  • Geral
    • Avaliações de Trabalhos
    • Links
    • Outros Assuntos
    • Entretenimento
  • Script Brasil
    • Novidades e Anúncios Script Brasil
    • Mercado Livre / Mercado Sócios
    • Sugestões e Críticas
    • Apresentações

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


AIM


MSN


Website URL


ICQ


Yahoo


Jabber


Skype


Location


Interests

  1. Questão da prova: Analista_de_Tecnologia_da_Informação - Prefeitura de Boa_Esperança/MG - Banca_FACEPE Enunciado: O usuário de um computador com Linux Ubuntu 16.04 LTS executou o seguinte script: Considerando que o usuário respondeu a quatro perguntas e que os números informados nas quatro respostas, respectivamente, foram 3, 1, 2 e 3, quais foram os números retornados pelo script na última estrutura ‘for’ (nas linhas de 15 a 18)? a) 4, 5, 6. b) 1, 2, 3. c) 0, 1, 2. d) 3, 4, 5
  2. Olá. Eu estou começando agora a programar e estava tentando executar um código para a reprodução de áudio pelo VSCode a partir da biblioteca pygame usando Python. Eu copiei o arquivo de áudio para a mesma pasta onde está salvo o arquivo do código, mas continua me devolvendo erro e eu não sei o que fazer já que este era supostamente um código simples(kk). No caso estou usando o linux Lite. Erro: /bin/python3.9 "/home/samuel/Desktop/programmer/python/exercicios python curso em vídeo/21-playSound.py" Traceback (most recent call last): File "/home/samuel/Desktop/programmer/python/exercicios python curso em vídeo/21-playSound.py", line 1, in <module> import pygame File "/usr/lib/python3/dist-packages/pygame/__init__.py", line 120, in <module> from pygame.base import * ModuleNotFoundError: No module named 'pygame.base' código: import pygame pygame.mixer.init() pygame.init() pygame.mixer.music.load('som.wav') pygame.mixer.music.play(loops=0,start=0.0) pygame.event.wait()
  3. #include <gtk/gtk.h> //Uma novidade que vem do c.. //Os comentarios podem ser escritos com // ou /* */ /* Esta é uma função callback. Os argumentos de dados são ignorados * neste exemplo. Mais sobre callbacks abaixo. */ static void hello( GtkWidget *widget, gpointer data ) { g_print ("Hello World\n"); } static gboolean delete_event( GtkWidget *widget, GdkEvent *event, gpointer data ) { /* Se você retornar FALSE no tratador do sinal "delete_event", * o GTK emitirá o sinal "destroy". Retornar TRUE significa * que você não quer que a janela seja destruída. * Isso é útil para exibir diálogos do tipo 'tem certeza de * que deseja sair?'. */ g_print ("evento 'delete' ocorreu\n"); /* Mude TRUE para FALSE e a janela principal será destruída com um * "delete_event". */ return TRUE; } /* Outro callback */ static void destroy( GtkWidget *widget, gpointer data ) { gtk_main_quit (); } int main( int argc, char *argv[] ) { /* GtkWidget é o tipo de dado para os widgets */ GtkWidget *window; GtkWidget *button; /* Esta função é chamada em todas as aplicações GTK. Argumentos da linha * de comando são interpretados e retornados à aplicação. */ gtk_init (&argc, &argv); /* criar uma nova janela */ window = gtk_window_new (GTK_WINDOW_TOPLEVEL); /* Quando a janela recebe o sinal "delete_event" (dado pelo gerenciador * de janelas, geralmente pela opção "fechar", ou na barra de título), * nós pedimos que ela chame a função delete_event () como definido * acima. Os dado passado para a função callback é NULL e é ignorado. */ g_signal_connect (G_OBJECT (window), "delete_event", G_CALLBACK (delete_event), NULL); /* Aqui conectamos o evento "destroy" a um tratador de sinal. Esse * evento ocorre quando chamamos gtk_widget_destroy() na janela, ou * se retornamos FALSE no callback "delete_event". */ g_signal_connect (G_OBJECT (window), "destroy", G_CALLBACK (destroy), NULL); /* Ajusta a largura da borda da janela. */ gtk_container_set_border_width (GTK_CONTAINER (window), 10); //Coloca um nome na janela gtk_window_set_title (GTK_WINDOW (window), "Aqui o nome da Janela"); /* Cria um novo botão com o texto "Hello World". */ button = gtk_button_new_with_label ("Hello World"); /* Quando o botão recebe o sinal "clicked", chamará a função hello() * passando NULL como argumento. hello() é definida acima. */ g_signal_connect (G_OBJECT (button), "clicked", G_CALLBACK (hello), NULL); /* Isso fará com que a janela será destruída pela chamada * gtk_widget_destroy(window) quando o botão for clicado ("clicked"). * Novamente, o sinal destroy poderia vir daqui ou do gerenciador * de janelas. */ g_signal_connect_swapped (G_OBJECT (button), "clicked", G_CALLBACK (gtk_widget_destroy), G_OBJECT (window)); /* Isto empacota o botão na janela (um recipiente gtk). */ gtk_container_add (GTK_CONTAINER (window), button); /* O passo final é exibir o widget recém-criado. */ gtk_widget_show (button); /* e a janela */ gtk_widget_show (window); /* Toda aplicação GTK deve ter uma chamada gtk_main(). O controle * termina aqui e espera por um evento (como um apertamento de tecla * ou evento do mouse). */ gtk_main (); return 0; }
  4. Tenho um sistema em php que grava os dados da seguinte forma: Existe um formulário em html, que captura os dados, e um arquivo de inserção em php que recebe os dados do formulário, e grava no banco. Tudo isso está funcional, e vai sendo ampliado, de acordo com a necessidade, então vou tentar ilustrar o código aqui: $numero1 = $_POST['numero1']; . . . $numero100 = $POST['numero100']; Esses dados vem do formulário, e até esse número 100, está funcional. Após receber esses números, é preparado um SQL para inserção no banco, que fica mais ou menos assim: $sql = "insert into tabela(numero1, ...,numero100) values ('$numero1', ..., 'numero100')"; $con->exec($sql); Tudo isso está funcionando, e deu tudo certo, até aproximadamente o registro 100 (não sei o número exato) pois é uma necessidade do sistema que ele seja assim, e as variáveis sejam criadas, quando a ocasião se apresenta.Ocorre, que de uns dias pra cá, não consigo mais criar nenhuma variável, e o sistema travou. Depois de muitos testes, descobri que essa linha de inserção no $sql, fica como uma linha inteira e única, e é exatamente essa a limitação, que é 3.000 caracteres, espaços ou colunas, aparentemente. O travamento decorre disso. Tudo que for feito à partir da linha 3.000, é simplesmente ignorado, e gera um erro no sistema.Normalmente escrevo o código diretamente do terminal linux, usando o comando vim, salvo e já testo no navegador, e a minha dúvida é se essa limitação é do comando vim, do mysql, ou do PHP, e como fazer para contornar isso?Uso Linux Ubuntu 16.04 LTS, PHP 7 e mysql com phpmyadmin. Uma outra particularidade, é que para ser mais produtivo, escrevo o código diretamente no servidor em produção, via terminal com o comando vim.Gostaria apenas de uma forma de quebrar essa linha, de modo que essa inserção continue sendo feita da mesma maneira.
  5. Estou tentando finalizar um processo, mas o processo-pai acaba relançando ele. Quero que o processo-pai pare de dar fork neste processo. O problema é que o processo pai é o init (então não posso matar ele, e é um processo NÃO É UM SERVIÇO que eu quero matar): init.d fork() quero saber se alguma dessas ideias é viável: fazer um LD_PRELOAD no meu Android para alterar a chamada fork de forma que eu consiga rastrear o processo (se é que existe e não é apenas o ActivityManager ou o systemserver) que está fazendo o init forkar de novo. Algum programa que bloqueie os sinais de parentesco entre o init e o processo que eu quero matar (SIGCHLD) De alguma forma editar o código do programa do processo que eu quero matar (é um binário do sistema) É isso. Qualquer ajuda é bem-vinda :)
  6. O Linux é um dos sistemas operacionais mais utilizados do mercado. Suas principais características incluem o baixo custo, segurança, estabilidade e uma comunidade open source por trás do desenvolvimento do sistema. Para os profissionais da área de Tecnologia da Informação, essas são as qualidades que fazem com que o uso do Linux cresça a cada dia. Mas o número de profissionais que sabem lidar com esse sistema operacional não acompanha a curva de crescimento. Para quem é da área de tecnologia, essa é uma grande oportunidade para se destacar. A dificuldade em encontrar profissionais capacitados das empresas já é latente; portanto, é hora de investir em uma certificação que te prepare para ocupar esses cargos dentro de grandes empresas e validar todo o seu conhecimento sobre Linux. A certificação LPI atinge esse objetivo e é uma das mais procuradas por estudantes e profissionais da área de TI. Afinal, ela agrega um valor enorme para quem a obtém, uma vez que os profissionais credenciados por essas certificações adquirem o status de administradores de sistemas Linux. Ter uma certificação LPI é um requisito para quem deseja se destacar no mercado de trabalho. Mas o que é LPI? LPI é a sigla para denominar o Linux Professional Institute, uma organização sem fins lucrativos que é responsável pela certificação em sistemas GNU/Linux. As certificações LPI 1 e CompTIA Linux+, por exemplo, são outorgadas pelo instituto, e são as principais do gênero no mercado, além de muito valorizadas e reconhecidas internacionalmente. Essas certificações são independentes de distribuição. Isso acontece porque as provas que geram a certificação são baseadas no Linux Standard Base, que reúne todas as normas para manter a compatibilidade entre as mais variadas versões e distribuições do sistema operacional. Essa neutralidade de distribuição é uma vantagem para quem pretende conseguir a certificação. Níveis de certificação LPI Os exames de certificação são aplicados no mundo inteiro, em diversos idiomas, por diversas instituições. São formulados por uma comunidade de profissionais do mundo Linux, além de voluntários, fornecedores e educadores de tecnologia. As certificações são divididas em quatro níveis profissionais: Linux Essentials, LPIC-1, LPIC-2 e LPIC-3. Conheça mais sobre cada um desses níveis: Linux Essentials O Linux Essentials é o exame considerado como pré-requisito, e que não é obrigatório, para a certificação de LPIC-1. Ele é indicado para quem não tem experiência com o sistema operacional e precisa ainda validar os conhecimentos básicos para tentar os próximos níveis de certificação. LPIC-1 É a certificação de nível júnior. Ela habilita o profissional a trabalhar com a linha de comandos no Linux, executar tarefas simples de manutenção, instalar e configurar uma estação de trabalho, incluindo interface gráfica, e conectá-la na rede LAN ou Internet. LPIC-2 É a certificação de nível avançado e, para conquistá-la, é preciso ter a certificação LPIC-1. Com ela, o profissional é capaz de administrar um servidor de pequeno e médio porte; planejar, implementar, manter e proteger uma pequena rede mista, supervisionar assistentes e fazer recomendações à gerência em implementações e aquisições. LPIC-3 É a certificação sênior, e é voltada para experts. É o mais alto nível de certificação e também demanda que o profissional tenha as certificações LPIC-1 e LPIC-2. O exame é desenvolvido por profissionais Linux e empresas líderes em tecnologia, e consiste em um único exame principal, que habilita o profissional a administrar o sistema operacional Linux em ambiente corporativo e misto. Cursos preparatórios para certificação LPI Para iniciantes Para quem está se iniciando no mundo do Linux, e pretende começar a certificação pelo exame Linux Essentials, o curso Primeiros Passos no Linux é o mais indicado. Com ele, você aprende os conceitos básicos, as principais distribuições e comandos essenciais para operar o sistema. Veja algumas features abordadas pelo curso: Conheça as principais e mais utilizadas distribuições e interfaces gráficas Conheça os principais comandos para manipulação de arquivos e diretórios Conheça os comandos básicos de administração dos recursos de um sistema linux Aprenda o básico sobre o Projeto GNU, Software Livre e Open Source Aprenda a instalar qualquer distribuição Linux Aprenda a gerenciar e monitorar processos e serviços Para quem tem experiência Se você já possui conhecimentos básicos em Linux e experiência com o uso dos sistema operacional, o curso indicado é o Preparatório para Certificação Linux. Você aprende tudo o que é necessário para passar nas duas provas de certificações LPI 1 e CompTIA Linux+, além de adquirir todo o conhecimento necessário para um administrador de sistemas Linux. Este curso é uma boa indicação para quem deseja ser reconhecido no mercado de trabalho através de certificações internacionais. Bons estudos!
  7. Estou fazendo um projeto no meu curso , onde eu sou responsável pelo menu , eu fiz ele , porém eu quero algo mais bonito utilizando as funções , segue o que eu fiz por enquanto:x="teste" menu () { while true $x != "teste" do clear echo "================================================" echo "" echo "Criado por: X-X" echo "" echo "1)Criar um usúario." echo "" echo "2)Remover um usúario." echo "" echo "3)Listar usúarios criados." echo "" echo "4) Mudar senha de usuario." echo "" echo "5)" echo "" echo "6)" echo "" echo "7)Sair do programa" echo "" echo "================================================" echo "Digite a opção desejada:" read x echo "Opção informada ($x)" echo "================================================" case "$x" in 1) echo "Adicionar usuário: " read addusuario useradd $addusuario echo "senha do usuario $usuario: " passwd $addusuario sleep 2 echo "================================================" ;; 2) echo "Informe o nome do pacote para ser removido?" read nome apt-get remove --purge $nome sleep 5 echo "================================================" ;; 3) echo "Atualizando sistema..." apt-get update sleep 5 echo "================================================" ;; 4) echo "Nome do usuario:" read $usuario echo "senha do usuario $usuario: " passwd $usuario echo "================================================" ;; 5) echo "Corrigindo erros..." apt-get autoremove sleep 5 echo "================================================" ;; 6) echo "Reparando..." dpkg --configure -a sleep 5 echo "================================================" ;; 7) echo "saindo..." sleep 5 clear; exit; echo "================================================" ;; *) echo "Opção inválida!" esac done } menu preciso alterar ele utilizando as funções , quem poder me ajudar , sou novato nisso .
  8. Pessoal, bom dia tudo bem? Estou precisando de uma ajuda muito importante, não sou especialista em Postgres, mas efetuamos a instalação para um cliente, no Linux (Debian 9.4), a versão do Postgres 9.09. O que vem acontecendo, é um processo que está ficando somente em 100%... não sei o que pode ser, alguém pode me ajudar? Só para completar, mesmo PARANDO o banco, o processo continua consumindo CPU, mesmo reiniciando o server. Obrigado!
  9. Bom dia pessoal. Estou precisando salvar o arquivo CSV gerado pela API do Banco Central em uma pasta no meu servidor Linux. Alguém poderia me ajudar? Endereço da API do BC: https://api.bcb.gov.br/dados/serie/bcdata.sgs.11/dados?formato=csv&amp;dataInicial=20/07/2018&amp;dataFinal=30/07/2018 Tentei utilizar: $url = 'https://api.bcb.gov.br/dados/serie/bcdata.sgs.11/dados?formato=csv&amp;dataInicial=20/07/2018&amp;dataFinal=30/07/2018'; copy($url, '../csv/selic' . urldecode(basename($url))); Desde já agradeço.
  10. Olá! Estou fazendo um script em python que em determinado momento ele precisa abrir um novo terminal do linux já com um comando executado, isso seria possível? Se sim, qual comando deveria ser utilizado?
  11. Tenho instalado o g++ e o Code::Blocks (Linux-Ubuntu) e criei um projeto e utilizei o código teste do file (main.cpp) do Code::Blocks, quando dou run aparece uma aba escrito: "It seems that this project has not been built yet.Do you want to build it now?" Se clico em "yes" aparece no build log: g++ -Wall -fexceptions -g -c "/home/gabriel/Área de Trabalho/caramba/main.cpp" -o obj/Debug/main.o g++ -o bin/Debug/caramba obj/Debug/main.o g++: error: obj/Debug/main.o: Arquivo ou diretório não encontrado g++: fatal error: no input files compilation terminated. Process terminated with status 1 (0 minute(s), 0 second(s)) 0 error(s), 0 warning(s) (0 minute(s), 0 second(s)) Se aperto em "no" aparece uma aba (preta) escrito Process returned 0 (0x0) execution time: 0.001s Press enter to continue Como posso resolver? Grato desde já!
  12. Toda vez que tento conectar o Zconnection no Lazarus do Linux aparece o seguinte erro: Access denied as root@localhost Entretanto configurei certinho o meu Zconnection no Lazarus(Delphi 7 para Linux).
  13. Estou desenvolvendo um tocador de MP3 para Linux: unit uMusica; {$mode objfpc}{$H+} interface uses Classes, SysUtils, FileUtil, Forms, Controls, Graphics, Dialogs, Buttons; type { TForm1 } TForm1 = class(TForm) BitBtn1: TBitBtn; BitBtn2: TBitBtn; BitBtn3: TBitBtn; BitBtn4: TBitBtn; OpenDialog1: TOpenDialog; procedure BitBtn1Click(Sender: TObject); procedure BitBtn2Click(Sender: TObject); procedure BitBtn3Click(Sender: TObject); procedure BitBtn4Click(Sender: TObject); private { private declarations } public { public declarations } end; var Form1: TForm1; Player:OleVariant; implementation {$R *.lfm} { TForm1 } procedure TForm1.BitBtn1Click(Sender: TObject); begin if OpenDialog1.Execute then begin Player:=OleVariant('vlc'); Player.url:=Olevariant(UTF8Decode(OpenDialog1.FileName)); end; end; procedure TForm1.BitBtn2Click(Sender: TObject); begin Player.Controls.Play; end; procedure TForm1.BitBtn3Click(Sender: TObject); begin Player.Controls.Pause; end; procedure TForm1.BitBtn4Click(Sender: TObject); begin Player.Controls.Stop; end; end. Erro no programa: Project ProjetoMusica raised exception class 'External: SIGSEGV'.
  14. Onde fica a libmaria.so se não me engano do Zeos 7.1.3a Stable no Lazarus do Linux?
  15. Pessoal,Sou diretor em uma empresa de telecomunicações. Hoje possuímos cerca de 40mil clientes.Estamos precisando de uma consultoria com URGÊNCIA em nosso sistema de gerenciamento, desenvolvido por nós mesmos, ao longo de 6 anos. Esse sistema hoje faz a gestão de cerca de 40mil clientes. Fizemos a migração para ele há cerca de 1 mês e recentemente começamos a ter problemas de desempenho porém nossa área de desenvolvimento está ficando sem recursos para sanar os problemas.O sistema é em Java (Jboss e bd Mysql), em servidores Linux virtualizados com VmWare, plataforma de hardware da Huawei, em blades.Estamos buscando empresas ou profissionais especializados em sistemas de alto desempenho ou alta disponibilidade, banco de dados, tunning, ou também sistemas de missão crítica.Queremos empresas ou pessoas que já possuam experiência comprovada nesse tipo de sistema. De preferência com cases em empresas de grande porte e que operam sistemas de missão crítica como bancos, grandes sites de conteúdo (UOL, Globo, IG), empresas de telecom, etc.Alguém pode nos ajudar indicando uma empresa, profissional ou até mesmo se apresentando para prestar esse serviço?Seria um job temporário.Obrigado.
  16. Queria fazer um programa simples para rodar em LINUX, e no meio do programa rodando queria que uma linha sumisse (EX. printf("Bem vindo ao Sistema de Passagens Aéreas\n"); )depois de um tempo. É possível fazer isso? void main() { printf("Bem vindo ao Sistema de Passagens Aéreas\n"); printf("Favor digitar 1 para primeira classe\n"); printf("Favor digitar 2 para econômica\n"); }
  17. Lazarus(Delphi para Linux)Gambas3(Visual Basic para Linux),Gimp(Photoshop para Linux),Inkscape(Corel draw para Linux),FreeCad(Auto cad gratuito para Linux),Thunderbird(Cliente de e-mail para Linux),BrOffice e LibreOffice,(Programas de escritório para Linux),K3B(Gravador de DVD para Linux),recordmydesktop ou Kazam(Programa para fazer vídeo aulas).
  18. Prezados, bom dia! Estou iniciando com o postgresql e me surgiu uma demanda para realizar um dump e um restore, até aí tudo bem, porém ao executar o comando me retorna a seguinte mensagem: FATAL: nenhuma entrada no pg_hba.conf para máquina "[local]", usuário "postgres", banco de dados "banco_de_dados", SSL desabilitado E o Dump não é executado. Já verifiquei no arquivo pg_hba.conf e a máquina local está com permissão trust e já executei o reload no postgres. Será que alguém pode me dar uma luz? Não faço ideia do que seja. Desde já agradeço a todos.
  19. Olá, sou iniciante em Sistemas Operacionais e tenho que fazer um trabalho de faculdade e estou com uma dúvida... Preciso fazer um programa em c que leia processos em sequência identificando o PID e nome do programa, o usuário que está executando o mesmo e o estado do processo. No entanto, achei na pasta /proc/PID/stat as informações do o PID e nome do programa, o estado do processo, que são as três primeiras informações do arquivo. Mas, não achei o usuário que está executando o mesmo em nenhuma pasta em /proc/PID Onde encontro tal informação? No final a tabela tem que ser assim: PID | User | PROCNAME | Estado | -------|---------|----------|--------| 1242 | username| yes | S | Ou seja, com o caminho /proc/PID/stat acho o "arquivo" que leio em C e imprimo o PID, Procname e Estado. Mas não achei nada que me informe o User. OBS: /proc/PID/stat, O PID é o ID do processo, tipo /proc/2/stat Desde já agradeço..
  20. Estou utilizando nginx na amazon ec2, utilizo um sistema laravel para carregamento de imagens. Tanto as imagens em KB ou MB, demora muito o carregamento via upload. Gostaria de uma ajuda para implementar no nginx algum modulo que deixe o carregamento mais rapido. Utilizo nginx 1.10.2. Obrigado
  21. Bom dia, uso linux (ubuntu) a pouco tempo e não sei ainda usar muito bem o terminal, estava tentando instalar o Python 3.5.2 e não consegui, sempre que faço o teste ("make test") aparece um erro, não sei resolver o erro e nem instalar de outra forma. Se alguém puder me ajudar agradeço, queria começar a aprender Python... segue anexo do erro que aparece após fazer os testes:
  22. Pessoal, peço licença para abrir este tópico. Sou novo no fórum e fiquei na dúvida se era melhor criá-lo em "outros assuntos" ou em "apresentações". Como a ideia é me apresentar já pedindo algumas orientações mais específicas, resolvi abrir o tópico por aqui mesmo. ;) Tenho 29 anos, moro em São Paulo (Capital) e nunca mexi com programação ou qualquer área da computação. Até então venho trampando com Teatro, Audiovisual e algumas outras aventuras. Trocando em miúdos: não tenho qualquer tipo de estabilidade no que diz respeito à carreira profissional. De algum tempo pra cá, venho pensando seriamente em dar uma chacoalhada e uma guinada geral: mergulhar por completo no universo da programação. Andei pesquisando um bocado de coisas sobre desenvolvimento (front-end & back-end), diferentes linguagens de programação, bancos de dados, etc. Depois de fazer uma espécie de "mapeamento geral", resolvi me matricular no curso de Introdução à Lógica de Programação oferecido pela Impacta. Começo no dia 20 deste mês. A ideia (a missão!) é dar um destes três passos após o término desse curso introdutório: 1. Fazer um módulo introdutório de Linux (na Impacta, na 4Linux ou na Green) para estar apto a ingressar no curso de Python (Python Fundamentals + Python Programming for SysAdmins) oferecido pela 4Linux (www.4linux.com.br/cursos/python). 2. Fazer o curso de formação para desenvolvedor front-end (HTML5 & CSS3 Fundamentals + Desenvolvimento Web com JavaScript e jQuery + Mobile Apps para iOS e Android com HTML5 e PhoneGap) oferecido pela 4Linux (www.4linux.com.br/cursos/front-end). 3. Fazer o curso de formação para desenvolvedor front-end (Desenvolvimento Web com HTML, CSS e JavaScript + Web Apps Responsivas com JavaScript e jQuery) oferecido pela Caelum (www.caelum.com.br/cursos-web-front-end), que pelo que pude entender, indica mais três módulos complementares (não inclusos!): Aplicações Web em JavaScript com Node.JS e Express + AngularJS para WebApps RESTful + UX e Usabilidade aplicados em Mobile e Web. Aí aparecem algumas questões: - Vocês me aconselham a começar pelo Python pra depois somar a formação front-end? Ou fazer o contrário? - Alguém pode opinar sobre qual escola (entre a 4Linux e a Caelum) oferece a melhor formação front-end? - Sei que independente das escolhas e dos caminhos na área, vou precisar estar sempre estudando, me atualizando e aprendendo coisas novas... mas gostaria de saber o seguinte: caso eu não tenha condições de fazer um curso universitário (Ciência da Computação, por exemplo)... é possível construir uma carreira "apenas" com cursos específicos, certificados e autodidatismo? Consigo entrar no mercado e trilhá-lo dessa forma? Oportunidades como freelas, estágios... para mais tarde, com experiências e aprendizados, conseguir um cargo júnior, pleno, sênior, etc.? Vocês acham que com a minha idade, com o meu contexto... dá pé? Agradeço muitíssimo se puderem me responder. Inclusive com dicas e demais orientações. =) Abraços! (Espero que seja o início de uma jornada muito proveitosa aqui no fórum!)
  23. Pessoal, To com problemas aqui na empresa. Eu nunca trabalhei com Cluster e sei o básico de linux. Temos um Cluster aqui com 16 instâncias rodando CentOS 6.5 para rodar um modelo estatístico, esse modelo sobreu atualização e o sistema minimo para rodar tal modelo é o CentOS 7.0. Então foi me passado a tarefa de atualizar esse Cluster. usei o comando yum upgrade e não funciona, pois o servidor não possui acesso a internet, logo não há como baixar os pacotes. Gostaria de saber se tem como fazer isso sem internet, baixando os pacotes e levando pro ambiente do cluster, ou baixando o iso e instalando ou configurando um proxy para acesso autenticado da internet. Essas alternativas eu achei pesquisando mas não sei fazer nenhuma delas. Podem me ajudar?
  24. Fiz em C um programa no Linux de multiplicação de matrizes de ordem 1000 A e B, (Ou seja, matrizes quadradas 1000x1000) que resulta em uma outra matriz C, só que agora eu tenho que adicionar threads e não sei como e nem aonde coloca-las. Eu preciso de 4 threads: 1 para calcular de 0 à 249; 2 para calcular de 250 à 499; 3 para calcular de 500 à 749; 4 para calcular de 750 à 999; Segue código abaixo: #include <time.h> #include <stdio.h> #include <stdlib.h> #include <pthread.h> int main(){ pthread_t thread_1; pthread_t thread_2; pthread_t thread_3; pthread_t thread_4; int i; int j; int linhas; int colunas; int ordem; long T1; long T2; float delta; printf("Digite a ordem das matrizes quadradas A e B: "); scanf("%d", &ordem); T1 = clock(); printf("\nAs matrizes quadradas A e B, são matrizes de ordem %d",ordem); ordem = ordem - 1; linhas = ordem; colunas = ordem; float A[linhas+1][colunas+1]; float B[linhas+1][colunas+1]; for(i = 0; i <= linhas; i++){ for(j = 0; j <= colunas; j++){ printf("\n\nEntre com o valor da matriz A[%d][%d]: ",i+1,j+1); scanf("%f", &A[i][j]); printf("\nEntre com o valor da matriz B[%d][%d]: ",i+1,j+1); scanf("%f", &B[i][j]); } } printf("\nA multiplicacao das matrizes A e B:\n\n"); for(i = 0; i <= linhas; i++) { for(j = 0; j <= colunas; j++) { float produto[linhas+1][colunas+1]; for(int AUX = 0; AUX <= ordem; AUX++) { produto[i][j] += A[i][AUX] * B[AUX][j]; } printf("%.2f ",produto[i][j]); } printf("\n"); } T2 = clock(); delta = (float)(T2-T1)/CLOCKS_PER_SEC; printf("\n\nTempo %.5f segundos",delta); return 0; } Desde já agradeço!
×
×
  • Create New...